Setor Comunidades

As comunidades habitualmente congregam múltiplos atores e múltiplos interesses aliados à necessidade de manutenção da convivência harmoniosa.

O cenário comunitário é diverso quanto a faixas etárias, condições sociais, econômicas, culturais e de saneamento, gerando demandas públicas e privadas. Nele coexistem questões de diferentes naturezas: comerciais, civis, de convivência. São tantos e tão necessários os diálogos cotidianos e as negociações diárias entre todos esses atores que os conflitos surgem em proporção equivalente e com correspondente diversidade.

Frente a tantas dessemelhanças é natural que a negociação direta dessas diferenças não propicie, algumas vezes, a recuperação imediata da fluidez nas relações e a pronta construção de acordos após as desavenças. A intervenção de um terceiro imparcial – mediador ou facilitador de diálogos – possibilita o resgate do diálogo direto e viabiliza a autoria das partes nas decisões, de modo a propiciar a restauração de uma convivência pacífica.

A Mediação de Conflitos e a Facilitação de Diálogos entre múltiplas partes têm mostrado seus benefícios como recursos de autocomposição, estruturação de consenso, prevenção do escalonamento das desavenças e construção de acordos no contexto comunitário. O resultado é a melhoria do ambiente coletivo e, em última análise, a transformação social.

Recorrendo a mediadores externos ou àqueles que integram a própria comunidade, é globalmente crescente o número de comunidades que têm se beneficiado da celeridade, do sigilo e da informalidade propiciados pela Mediação.

Por convidarem os participantes dessa natureza de diálogo a construírem soluções em que as diferenças sejam contempladas e possam coexistir com legitimidade, a Mediação de Conflitos e a Facilitação de Diálogos com múltiplos atores têm sido os mecanismos de eleição para as questões comunitárias.

Desde 2013 o MEDIARE coordena o programa de Mediação Comunitária do Vidigal – Núcleo de Mediação Comunitária do Vidigal NMCV – em parceria com a Associação dos Moradores.

Prática da Mediação e da Facilitação de Diálogos

A partir da capacitação de agentes e representantes comunitários em curso teórico de mediação de conflitos e de facilitação de diálogos, desenvolve-se atividade de prática supervisionada com casos reais da comunidade, visando aquisição de competências para mediar e facilitar diálogos na própria comunidade.

Workshops de aprimoramento de habilidades para a Facilitação de Diálogos – líderes comunitários

Realização de oficinas na própria comunidade demandante, com a utilização de instrumental e metodologia criados especialmente para o exercício de habilidades específicas à facilitação de diálogos.

Consultoria para o desenho de Processos de Diálogos

Visando atender demandas e situações singulares, disponibiliza-se o planejamento de programas customizados de processos de diálogos.

Construção e implantação conjunta de núcleos de mediação comunitária autossustentáveis

Em parceria com movimentos organizados da sociedade civil e por meio de diálogos continuados envolvendo interesses mútuos e complementares, estabelece-se um passo a passo para o desenvolvimento desses núcleos.

Coordenadoras do Setor

evaj

Eva Gertrudes Jonathan

Psicóloga. Mestre em Psicologia Social. Mediadora Sênior do TJRJ e OAB/RJ. Atuação com famílias, vizinhança e comunidades. Formação MEDIARE e ENAM em Mediação. Extensão em Práticas Colaborativas no Direito de Família. Experiência em Docência Universitária.

Ver Detalhes
vaniaizzo

Vânia Izzo de Abreu

Graduação em Psicologia. Mediadora Sênior do TJRJ. Terapeuta de Família. Pós-graduação em Violência Doméstica. Formação MEDIARE em Mediação de Conflitos. Integra a Câmara de Mediação da OAB\RJ. Experiência na gestão de projetos em organizações da Sociedade Civil.

Ver Detalhes

Mediadores

anaclameira

Ana Carolina S. Lameira

Graduação em Direito. Master Practitioner em Programação Neurolinguística Certificada pelo INAp. Coach certificada pelo INAp e pela We Create. Formação teórica MEDIARE em Mediação de Conflitos. Membro da Comissão de Mediação de Conflitos da OAB/RJ.

Ver Detalhes
taniaalmeida

Tania Almeida

Mestre em Mediação de Conflitos. Pós-graduada em Neuropsiquiatria, Sociologia e Gestão Empresarial. Consultora do Setor de Mediação de Conflitos para América Latina do Banco Mundial. Integrante da Comissão de Mediação da OAB-RJ. Mediadora Sênior do NUPEMEC – TJRJ.

Ver Detalhes
tomazs

Tomaz Solberg

Engenheiro de Produção pela PUC-RJ. MBA pela Universidade de Yale. Mais de 20 anos de experiência executiva em empresas como IBM, SENAI e NET. Formação MEDIARE, EMERJ e Harvard (Executive Education) em Mediação. Mediador do Tribunal de Justiça e do TED da OAB-RJ.

Ver Detalhes
wanderley

Wanderley José Jacob

Graduação em Economia pela Unicamp. Formação MEDIARE em Mediação de Conflitos. Experiência profissional de 37 anos na administração de Recursos Humanos em Multinacional da área de Energia.

Ver Detalhes

Facilitadores

marianaveras

Mariana Veras Lopes Pontes

Graduação em Direito pela UERJ e em Administração. Formação teórica MEDIARE em Mediação de Conflitos. Experiência em Consultoria de Gestão e em Ouvidoria. Desenvolvimento do serviço de mediação do Instituto Nacional da Propriedade Industrial em parceria com a OMPI (ONU).

Ver Detalhes

Parceiros: