Setor Cível

Nossa sociedade tem vivenciado um vertiginoso processo de desenvolvimento com a intensificação do relacionamento e do diálogo entre pessoas e culturas. Como consequência, a humanidade passou a conviver com a ampliação de tensões, antagonismos e conflitos.

No mundo corporativo, as desavenças entre diretores, gerentes, sócios, empregados e fornecedores permeiam o cotidiano. Por outro lado, na vida civil esses desentendimentos se reproduzem na convivência gerada pela coabitação no mesmo prédio ou bairro, ou até mesmo nos contratos esporádicos ou permanentes com prestadores de serviço ou fornecedores de produtos,  no trânsito ou no comércio.

O diálogo deixou de ser o primeiro recurso para a negociação de diferenças, dando lugar ao fortalecimento de posições antagônicas. A judicialização de questões do cotidiano ganhou destaque, predominando a litigância no lugar do entendimento; as indenizações ao invés da restauração das relações.

Os conflitos surgidos dessas interações podem ser beneficiados com a atuação de facilitadores de diálogos e/ou de mediadores. Além do diagnóstico dos impasses gerados pelas discordâncias, esses profissionais podem auxiliar na identificação de interesses comuns ou complementares e na construção de alternativas de solução que visem o benefício mútuo. Por meio do diálogo é possível esclarecer pontos de vista, construir entendimentos e restaurar relacionamentos.

Nos ambientes de convivência continuada, a exemplo de empresas prestadoras de serviços, a implantação de sistemas de suporte à sustentabilidade do diálogo – por meio de treinamentos customizados em razão da natureza de serviço ou questão – possibilita a resolução de discordâncias, impasses ou conflitos em tempo real, evitando sua escalada, estocagem ou perpetuação, assim como a deterioração da relação entre setores, clientes internos, empreendimento e clientes externos, preservando a produtividade e a imagem organizacional.

A prática efetiva do diálogo tem contribuído para a convivência harmoniosa das relações de consumo e as necessárias ações colaborativas entre parceiros.

Prática da Mediação

A atuação do mediador como terceiro imparcial, escolhido e contratado por todos envolvidos, visa possibilitar a escuta dos diferentes pontos de vista, assim como a eleição de soluções de benefício mútuo pautadas no consenso, favorecendo a continuidade das relações de consumo e/ou parceria.

Facilitação de diálogo e apoio à negociação

Possuindo maior informalidade se comparada à Mediação, mas utilizando os mesmos princípios e alguns procedimentos, a Facilitação de Diálogos pode ser útil em momentos mais difíceis de uma negociação ou de uma tomada de decisão.

Workshops, seminários e palestras

De forma customizada e sob demanda, programas docentes in company são desenhados abrangendo temas específicos, a exemplo do diálogo produtivo com clientes internos e externos.

Consultoria para o desenho e implantação de programas voltados ao diálogo e à resolução de controvérsias

De caráter personalizado e interno, voltados a empresas e instituições, tais programas aprimoram e ampliam habilidade de comunicação e negociação, contribuindo para o melhor relacionamento com clientes internos e externos e, consequentemente, para a produtividade, fidelização de clientes e preservação da imagem organizacional.

Coordenadores do Setor

liana

Liana Gorberg Valdetaro

Graduação em Direito. Pós-Graduação em Business Law. Formação MEDIARE em Mediação de Conflitos. Mediadora certificada pelo ICFML. Formação em Mediação e Negociação no PON da Harvard Law School. Membro da Comissão de Mediação da OAB/RJ.

Ver Detalhes

Mediadores

fernandacrodriguesneto

Fernanda C. Rodrigues Neto

Graduação em Direito. Pós-graduação em Direito Privado e Gestão de Negócios. Formação MEDIARE e TJRJ em Mediação de Conflitos. Capacitação em Práticas Colaborativas no Direito de Família. Mediadora e Membro da Comissão de Mediação da OAB. Curso Intensivo em Direito de Família- Universidade de Coimbra. Curso em Direito Imobiliário – EMERJ.

Ver Detalhes
katiacampos

Katia Campos

Mediadora. Advogada Colaborativa. Pós-Graduada em Direito do Consumidor. Formação MEDIARE em Mediação de Conflitos. Mediadora Judicial do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Ver Detalhes
magda

Magda Hruza

Graduada em Comunicação Social e em Direito,com especialização em Direito Empresarial. Mestranda em Sistemas de Resolução de Conflitos pela Universidad de Nacional de Lomas de Zamora. Pós-Graduada em Relações Sindicais e Negociação Coletiva. Sócia do escritório Hruza e Souza Advogados Associados.

Ver Detalhes
monicasalles

Mônica de Salles Lima

Graduação em Direito. Pós Graduação em Direito Civil e Especialização em Direito Civil-Constitucional. Formação MEDIARE em Mediação de Conflitos. Formação em Mediação e Negociação – Harvard Law School Executive Education (PON). Mediadora certificada pelo ICFML. Membro da Comissão de Mediação da OAB/RJ.

Ver Detalhes
philipel

Philipe Ricardo Lantos

Graduação em Direito. Mestrado em Administração e Desenvolvimento Empresarial. Pós-Graduação em Administração de Empresas. Formação MEDIARE em Mediação de Conflitos. Mediador do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB. Experiência com docência universitária e gestão empresarial.

Ver Detalhes
renatamoritz

Renata Moritz

Graduação em Direito. Pós graduação em Business Law. Formação MEDIARE em Mediação de Conflitos. Mediadora certificada pelo ICFML. Formação em Mediação e Negociação – Harvard Law School Executive Education(PON). Professora conferencista em Pós-Graduação.

Ver Detalhes
taniaalmeida

Tania Almeida

Médica. Mestre em Mediação de Conflitos. Pós-graduada em Neuropsiquiatria, Sociologia e Gestão Empresarial. Consultora do Setor de Mediação de Conflitos para América Latina do Banco Mundial. Integrante da Comissão de Mediação da OAB-RJ. Mediadora Sênior do NUPEMEC – TJRJ.

Ver Detalhes

Facilitadores

andrastein

Andrea Stein

Mediadora e Facilitadora de Diálogo. Graduação em Direito pela PUC/RJ. Especialização em Direito do Consumidor pela EMERJ/Universidade Estácio de Sá e LL.M Litigation pela FGV/Direito Rio. Formação teórica MEDIARE em Mediação de Conflitos. Mediadora do TJRJ e do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB.

Ver Detalhes
cristianedias

Cristiane Dias Carneiro

Advogada. Mestrado em Direito e Economia. Especialização em Direito Empresarial e em Direito do Estado e da Regulação. Mediadora certificada pelo ICFML. Autora de artigos sobre Arbitragem e Mediação. Palestrante e Professora dos cursos de MBA e Pós-Graduação da FGV e da PUC-RJ.

Ver Detalhes

Parceiros: