Curso de Capacitação em Mediação

PÚBLICO ALVO 

  • Profissionais graduados e estudantes do último ano ou período universitário, com especial interesse no campo da resolução pacífica de controvérsias.
  • Pessoas que atuem como terceiro imparcial, auxiliando partes em conflito ou em litígio a negociar suas divergências, visando à prevenção ou resolução de controvérsias.
  • Profissionais de diferentes áreas de atuação e de distintos contextos de convivência que possam beneficiar-se dos procedimentos e das técnicas da Mediação, tais como: administradores, gestores, advogados, terapeutas, economistas, ouvidores, coordenadores de equipes, entre outros.

METODOLOGIA

De caráter participativo, a metodologia estimula a interação permanente e visa construir conhecimento junto com o aluno, utilizando aulas expositivas, exercícios em pequenos grupos, filmes exemplificativos e outras mídias audio visuais. Tendo como objetivo a consolidação do conhecimento, os participantes oferecem relatórios a cada final de semana de aulas e seu conteúdo é compartilhado em plenária com a totalidade dos alunos, na semana seguinte.

Módulo Teórico
(100 horas)

+

Módulo Prático Supervisionado
(100 horas)

=

Uma vez capacitado como Mediador Extrajudicial, o profissional mediador poderá integrar o Painel Multidisciplinar MEDIARE e participar da equipe do Banco de Horas, atuando em mediações de caráter social do Instituto MEDIARE ou em instituições conveniadas.

}

O TJRJ reconhece o Curso Teórico MEDIARE e as horas de prática realizadas no convênio interinstitucional. Para solicitar a certificação como Mediador Judicial será necessário complementar as horas de prática e de supervisão no programa do TJRJ. 

I. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO CURSO TEÓRICO

O processo de Mediação

A primeira fase do curso teórico apresenta a Mediação como método, diferenciando-o de outros meios de resolução de controvérsias, expondo sua estrutura, suas técnicas e procedimentos. Inclui o tema conflito, sua escalada e manejo construtivo, assim como transita pela multidisciplinaridade da Mediação.

Objetivos

  • Estudar o conflito, seu manejo construtivo e destrutivo, assim como trabalhar seu mapeamento.
  • Diferenciar a Mediação de outros instrumentos de resolução de controvérsias.
  • Apresentar a Mediação e seus princípios básicos, assim como seu percurso evolutivo, pressupostos teóricos e técnicas.
  • Conhecer o Instituto da Mediação na sua estrutura e procedimentos.
  • Definir o papel do Mediador e conhecer seu Código de Ética e Normas de Conduta.

Áreas de aplicabilidade

Este segmento do curso teórico oferece uma visão panorâmica da aplicabilidade do instituto em distintos campos da convivência: familiar, empresarial, escolar, no judiciário, nas comunidades, no contexto socioambiental, nas práticas restaurativas, nas políticas públicas.

Objetivos

  • Conhecer algumas das áreas de prática da Mediação.
  • Fazer distinções entre aspectos práticos e procedimentais de cada área e identificar suas particularidades.
  • Conhecer instrumentos ligados às questões coletivas e sua articulação com a Mediação.
  • Visitar as contribuições multidisciplinares ao instituto.

Simulações

O módulo teórico finaliza com a dramatização de casos, articulando a teoria oferecida no primeiro segmento com a aplicabilidade visitada no segundo. Essa articulação teórico-prática, além de preparar para o atendimento de casos reais, oferece concretude ao percurso teórico e se mostra suficiente para alguns profissionais que desejam ampliar habilidades para o diálogo – pessoal e funcional – e não necessariamente atuar como mediadores.

O número de casos elencados para esse momento do curso possibilita que todos os alunos experimentem o lugar de mediadores, mediandos e observadores. Cada uma dessas posições proporciona uma natureza distinta de aprendizagem, destacada nas reflexões que acompanham as simulações.

Objetivos

  • Articular a prática com o aprendizado teórico do segmento anterior e com leituras teóricas relativas aos casos simulados.
  • Dramatizar as etapas do processo para apreender a estrutura e os objetivos de cada momento.
  • Permitir a particular construção do lugar de mediador com base em diferentes inserções – mediador, co-mediador e observador.
  • Vivenciar, por meio da dramatização de papéis, o lugar das partes envolvidas no conflito, suas angústias e discursos.
  • Auxiliar no aprendizado do manejo de eventuais impasses e impedimentos éticos.

Conteúdo Programático

DATAS HORÁRIO TEMAS DE AULA PROFESSORES SÍNTESE DO CONTEÚDO A SER DESENVOLVIDO
Encontro 1 Aula extra 8:30 – 9:00 Distribuição do material didático Assistente de ensino Distribuição do material didático. 
Aula 1
9:00 – 10:30
Dinâmicas de apresentação Tania Almeida Apresentações pessoais, do material didático e da dinâmica do curso.
10:30 – 11:00 Intervalo    
Aula 2
11:00 – 12:30
Contextualização: Século XXI e ADRs; Sistema Multiportas (SMP); Métodos Híbridos Fernanda Levy Visão panorâmica dos Métodos Alternativos/Adequados de Solução de Conflitos – MASC, e sua consonância com o Século XXI.
12:30 – 14:00 Intervalo    
Aula 3
14:00 – 15:30
O Processo de Mediação Samantha Pelajo Princípios Norteadores. Mediação Judicial e Extrajudicial. Mediação Pré-processual e Incidental.
15:30 – 16:00 Intervalo    
Aula 4
16:00 – 18:00
Questões controvertidas ligadas à regulamentação legal da Mediação; Mudanças culturais Fernanda Levy O novo projeto do CPC. A lei de Mediação.
Encontro 2 Aula extra 8:30 – 9:00 Neurociência em Mediação Tania Almeida  
Aula 5
9:00 – 10:30
processo de Mediação – passo a passo; a base no quadrante de negociação de Harvard Tania Almeida Pré-Mediação e sua importância no curso da Mediação; material informativo; articulação com a postura do mediador e com as técnicas; Discurso de Abertura e a formalização da Mediação – documentação pertinente; articulação com a postura do mediador e com as técnicas.
10:30 – 11:00 Intervalo    
Aula 6
11:00 – 12:30
processo de Mediação – passo a passo; articulação com a caixa de ferramentas utilizada na Mediação Tania Almeida Relato das Histórias – os procedimentos e as técnicas de comunicação e sua articulação com a postura do mediador.
12:30 – 14:00 Intervalo    
Aula 7
14:00 – 15:30
processo de Mediação – passo a passo; articulação com a caixa de ferramentas utilizada na Mediação Tania Almeida Construção da agenda, ampliação de alternativas e eleição de opções – os procedimentos e as técnicas de negociação e sua articulação com a postura do mediador; Negociação distributiva e Negociação retributiva.
15:30 – 16:00 Intervalo    
Aula 8
16:00 – 18:00
processo de Mediação – passo a passo; finalização Tania Almeida Encerramento da Mediação – formalidade e informalidade; redação do acordo; encaminhamentos; Arquivamento de dados; Apresentação de DVD – Mediação de Conflitos.
DATAS HORÁRIO TEMAS DE AULA PROFESSORES SÍNTESE DO CONTEÚDO A SER DESENVOLVIDO
Encontro 3 Aula extra 8:30 – 9:00 Tema correlato aos assuntos do dia, anunciado na semana que antecede a aula DVD Filme: Mediação de Conflitos – Questão Societária em Empresa Familiar. 
Aula 9
9:00 – 10:30
Consolidação de conhecimentos Tania Almeida Revisão de conteúdo; comentários aos relatórios e ampliação da caixa de ferramentas.
10:30 – 11:00 Intervalo    
Aula 10
11:00 – 12:30
Interdisciplinaridade e Mediação – Epistemologia e a caixa de ferramentas utilizada na Mediação; a contribuição de diferentes disciplinas – Comunicação, Sociologia, Filosofia, Psicologia; Negociação e Direito. Tania Almeida Contextualização da transdisciplinaridade da Mediação; Novos paradigmas – visão sistêmica, linguagem e construcionismo social.
12:30 – 14:00 Intervalo    
Aula 11
14:00 – 15:30
O Mediador e o seu Código de Ética Samantha Pelajo Princípios éticos e atuação segundo CPC e lei de Mediação. Dilemas éticos.
15:30 – 16:00 Intervalo    
Aula 12
16:00 – 18:00
Apresentação de vídeo para reflexão e análise Tania Almeida A Oficina – vídeo exemplificativo (UNB) do processo de Mediação; identificação dos procedimentos e técnicas; análise do processo de diálogo.
Encontro 4 Aula extra 8:30 – 9:00 Tema correlato aos assuntos do dia, anunciado na semana que antecede a aula DVD Filme: A Guerra dos Roses. Mapeamento do Conflito. 
Aula 13
9:00 – 10:30
Conflito – generalidades; aspectos sociais e psicológicos Wanderley Jacob Construção, mapeamento, manejo e escalada; Conflito como forma de vínculo ou oportunidade de mudança.
10:30 – 11:00 Intervalo    
Aula 14
11:00 – 12:30
Sensibilidade do Mediador Marcel Gottlieb O lugar de condutor na Mediação.
12:30 – 14:00 Intervalo    
Aula 15
14:00 – 15:30
Mediação Corporativa Claudia Grosman A Mediação nas empresas – diferentes possibilidades e alcances.
15:30 – 16:00 Intervalo    
Aula 16
16:00 – 18:00
Advogados e especialistas na Mediação. Práticas Colaborativas Olivia Fürst O papel do advogado na Mediação e a importância do conhecimento sobre SMP; Advocacia Colaborativa; A participação de outros especialistas na Mediação.
DATAS HORÁRIO TEMAS DE AULA PROFESSORES SÍNTESE DO CONTEÚDO A SER DESENVOLVIDO
Encontro 5 Aula extra 8:30 – 9:00 Pesquisa Piloto em Mediação Barbara Musumeci Dados estatísticos da prática judiciária. 
Aula 17
9:00 – 10:30
Consolidação de conhecimentos Tania Almeida Revisão de conteúdo – comentários aos relatórios.
10:30 – 11:00 Intervalo    
Aula 18
11:00 – 12:30
Mediação no Judiciário Claudia Ferreira A Mediação no Sistema Jurídico Brasileiro
12:30 – 14:00 Intervalo    
Aula 19
14:00 – 15:30
Mediação na Administração Pública. Consensualidade e poder Público: advocacia Pública e Privada em colaboração Letícia Botelho Laone Lago Administração Pública Dialógica. Interesse Público revisitado. Novas possibilidades interacionais: Público + Privado
15:30 – 16:00 Intervalo    
Aula 20
16:00 – 18:00
Mediação Socioambiental Alexandre Assed Tania Almeida Questões legislativas. Dinâmica de Condução – Casos nacionais
Encontro 6 Aula extra 8:30 – 9:00 Práticas Restaurativas DVD Burning Bridges – Mediação Penal. 
Aula 21
9:00 – 10:30
Mediação Comunitária Glaucia Foley Experiências brasileiras com mediação comunitária.
10:30 – 11:00 Intervalo    
Aula 22
11:00 – 12:30
Desenho de Sistemas de Resolução de Controvérsias Andrea Alves
12:30 – 14:00 Intervalo    
Aula 23
14:00 – 15:30
Mediação Familiar Samantha Pelajo Tania Almeida Divórcios, sucessões e empresas familiares; Guarda Compartilhada; Alienação Parental.
15:30 – 16:00 Intervalo    
Aula 24
16:00 – 18:00
Justiça Restaurativa
Mediação Restaurativa
Cristina Assumpção Histórico, Conceito, Princípios e Aplicabilidade;
Os formatos conversacionais de Círculo, Conferência e Mediação, com enfoque no diferencial entre a Justiça Restaurativa e a Mediação.
DATAS HORÁRIO TEMAS DE AULA PROFESSORES SÍNTESE DO CONTEÚDO A SER DESENVOLVIDO
Encontro 7 Aula extra 8:30 – 9:00 Mediação Escolar Monica Lobo Mediação Escolar – Disciplina retributiva e disciplina restaurativa. 
Aula 25
9:00 – 10:30
Consolidação de conhecimentos Tania Almeida Revisão de conteúdo; comentários aos relatórios e ampliação da caixa de ferramentas.
10:30 – 11:00 Intervalo    
Aula 26
11:00 – 12:30
Facilitação de diálogos para a construção de consenso em questões ambientais e em políticas públicas Rafael Almeida Processos inclusivos e colaborativos, estudo de caso.
12:30 – 14:00 Intervalo    
Aula 27
14:00 – 15:30
Comunicação Não-Violenta Dominic Barter Articulação da comunicação não violenta com a proposta da Mediação de Conflitos.
15:30 – 16:00 Intervalo    
Aula 28
16:00 – 18:00
Comunicação Não-Violenta Dominic Barter Articulação da comunicação não violenta com a proposta da Mediação de Conflitos.
Encontro 8 Aula extra 8:30 – 9:00 Tecnologia da Informação e Propriedade Intelectual Gilberto Martins de Almeida A Mediação nas áreas de TI e PI. 
Aula 29
9:00 – 10:30
Exercícios visando à prática – em dupla Tania Almeida Exercícios.
10:30 – 11:00 Intervalo    
Aula 30
11:00 – 12:30
Exercícios visando à prática – em trio Tania Almeida Exercícios
12:30 – 14:00 Intervalo    
Aula 31
14:00 – 15:30
Exercícios visando à prática – em trio Tania Almeida Exercícios
15:30 – 16:00 Intervalo    
Aula 32
16:00 – 18:00
Preparo para a Prática Simulada Montagem das equipes e do cronograma de atendimento Tania Almeida Identificação dos benefícios e dos custos da prática simulada; Norteadores de participação, para o período da prática simulada. Distribuição dos mapas de acompanhamento da prática simulada.
DATAS HORÁRIO TEMAS DE AULA PROFESSORES SÍNTESE DO CONTEÚDO A SER DESENVOLVIDO
Encontro 9 Aula extra 8:30 – 9:00 Mediação Comunitária Vânia Izzo  Projeto MEDIARE – Núcleo de Mediação Comunitária do Vidigal.
Aula 33
9:00 – 10:30
Diferentes modelos teórico-práticos em Mediação. Cabimento e adeqüabilidade. Wanderley Jacob Mediação para Acordos; Mediação Transformativa; Modelo Circular-Narrativo; Mediação Narrativa; Mediação Facilitativa e Avaliativa.
10:30 – 11:00 Intervalo    
Aula 34
11:00 – 12:30
Caso I Tania Almeida Tema: Um caso de vizinhança (Inquilino e Proprietária)
12:30 – 14:00 Intervalo    
Aula 35
14:00 – 15:30
Caso II Tania Almeida Tema: Divórcio
15:30 – 16:00 Intervalo    
Aula 36
16:00 – 18:00
Consolidação de conhecimentos Plenária Tania Almeida Revisão de conteúdo; comentários aos relatórios e ampliação da caixa de ferramentas.
Encontro 10 Aula extra 8:30 – 9:00 A Mediação nas áreas de Arte e Cultura Gilberto Martins de Almeida  Panorama de casos e possibilidades de aplicabilidade.
Aula 37
9:00 – 10:30
Caso III Tania Almeida Tema: Guarda Compartilhada
10:30 – 11:00 Intervalo Tania Almeida   
Aula 38
11:00 – 12:30
Caso IV Tania Almeida Tema: Sucessão em união homoafetiva
12:30 – 14:00 Intervalo Tania Almeida   
Aula 39
14:00 – 15:30
Caso V Tania Almeida Tema: Questão condominial – avaria de veículo
15:30 – 16:00 Intervalo Tania Almeida   
Aula 40
16:00 – 18:00
Plenária Tania Almeida Compartilhamento do aprendizado entre os grupos das simulações.
DATAS HORÁRIO TEMAS DE AULA PROFESSORES SÍNTESE DO CONTEÚDO A SER DESENVOLVIDO
Encontro 11 Aula extra 8:30 – 9:00 Fórum: Constelação Familiar DVD Constelação Familiar e Mediação 
Aula 41
9:00 – 10:30
Caso VI Tania Almeida Olivia Fürst Tema: Divórcio envolvendo duas culturas
10:30 – 11:00 Intervalo  
Aula 42
11:00 – 12:30
Caso VII Tania Almeida Olivia Fürst Tema: Duas mães em disputa de guarda
12:30 – 14:00 Intervalo    
Aula 43
14:00 – 15:30
Caso VIII Tania Almeida Olivia Fürst Tema: Conflito interno na empresa – gerente e funcionário
15:30 – 16:00 Intervalo    
Aula 44
16:00 – 18:00
Plenária Tania Almeida Olivia Fürst Compartilhamento do aprendizado entre os grupos das simulações.
Encontro 12 Aula extra 8:30 – 9:00 Programa brasileiro de Práticas Restaurativas DVD Filme: Justiça para o Século XXI.  
Aula 45
9:00 – 10:30
Caso IX Tania Almeida Samantha Pelajo Tema: Mudança na administração societária (duas gerações)
10:30 – 11:00 Intervalo    
Aula 46
11:00 – 12:30
Caso X Tania Almeida Samantha Pelajo Tema: Franquia entre amigos
12:30 – 14:00 Intervalo    
Aula 47
14:00 – 15:30
Caso XI Tania Almeida Samantha Pelajo Tema: Restabelecimento das relações comerciais entre cliente e fornecedor
15:30 – 16:00 Intervalo    
Aula 48
16:00 – 18:00
Encerramento Tania Almeida Avaliações, apresentação dos programas institucionais e identificação de participação

COORDENAÇÃO DO CURSO

Tania Almeida – Diretora do MEDIARE

http://lattes.cnpq.br/2031266502707890

Docente, Consultora e Pesquisadora em Mediação de Conflitos e em Facilitação de Diálogos. Fundadora do Sistema MEDIARE – MEDIARE Diálogos e Processos Decisórios, MEDIARE Cursos Técnicos e Gerenciais e Instituto MEDIARE. Médica. Mestre em Mediação de Conflitos. Pós Graduada em Neuropsiquiatria, Sociologia e Gestão Empresarial. Especialização em Terapia de Família e Psicanálise infanto-juvenil. Em mediação, fez cursos de extensão nas seguintes áreas: Teoria e Ferramentas do Havard Negotiation Project; Empresas e Família; Escolas,  Comunidades e Saúde; Comércio Internacional e Propriedade Intelectual; Dispute Boards e Práticas Restaurativas; Construção de Consenso e Socioambiental; Práticas Colaborativas e Mediação Transformativa. Short Term Consultant da equipe de Mediação do Internal Just System do Banco Mundial – Latin American Pilot Program. Docente e Co-Organizadora do Curso de Mediação e Resolução Pacífica de Conflitos em Segurança Cidadã – Projeto Piloto RJ coordenado pelo PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e SENASP – Secretaria Nacional de Segurança Pública. Facilitadora nacional do processo de Construção de Consenso da pesquisa sobre Resolução Alternativa de Disputas no Brasil, coordenada pela Escola de Direito da Universidade Saint Thomas – MN. Coordenadora da equipe MEDIARE no Projeto Piloto em Mediação de Conflitos desenvolvido pela Defensoria Pública do Rio de Janeiro e pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJERJ) – Juizado Especial Criminal (JECrim) e I e II Varas de Família da Barra da Tijuca. Bolsista do ICAR-OEA (Institut for Conflict Analisys and Resolution – Organizations of American States) para estudos e análise de resolução de conflitos na América Latina. Coordenadora dos Programas de Docência e Supervisão do MEDIARE. No CONIMA – Conselho Nacional das Instituições de Mediação e Arbitragem – participou da Comissão Redatora do Código de Ética e do Regulamento – Modelo para a prática da Mediação (1997). Membro da Comissão Redatora do Código de Ética do FONAME – Fórum Nacional de Mediação. Integrante da Comissão de Mediação da OAB-RJ. Participação em Congressos internacionais e nacionais, na qualidade de palestrante, com apresentação de trabalhos. Autora de artigos publicados em livros nacionais e estrangeiros, periódicos e sites. Autora do Livro “Caixa de Ferramentas em Mediação: aportes práticos e teóricos”. Participante do Painel de Mediadores da CAM-CCBC, FIESP, CAMARB e CBMA.

PROFESSORES CONVIDADOS

Alexandre Assed

Coordenador do Setor Socioambiental. Advogado nas áreas ambiental, administrativa e cível, sócio do escritório de advocacia Osorio, Fernandes, Mariz & Assed Advogados. Formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC-Rio, com Pós-Graduação em Direito Ambiental pela Universidade do São Paulo – USP. Professor da Disciplina “Mediação e Meio Ambiente” do curso de formação de mediadores do MEDIARE. Professor de Direito Ambiental da PUC-Rio, Professor de Métodos Extrajudiciais de Resolução de Conflitos da PUC-Rio, Professor Orientador e Coordenador-adjunto do Núcleo de Pratica Jurídica (NPJ) da Puc-Rio, Supervisor Técnico do Posto Avançado do Procon da Puc-Rio, Membro do Grupo Interdisciplinar de Mediação de Conflitos (GIMEC) da PUC-Rio, Professor da disciplina “Mediação e Meio Ambiente” do Curso “Meios Consensuais de Solução de Conflitos” da Puc-Rio. Professor da disciplina “Mediação e Direitos Coletivos e Difusos” da Escola de Magistratura do Estado do Rio de Janeiro (EMERJ). Professor de “Soluções Alternativas de Controvérsias no Setor Público” do LLM em Direito do Estado e Regulação da Fundação Getulio Vargas (FGV), Professor da Disciplina “Mediação e Meio Ambiente” do Curso de Métodos Consensuais de Resolução de Conflitos e Arbitragem da FGV.

 

Claudia Frankel Grosman

Advogada Colaborativa especialista em gestão de conflitos empresariais e de família, pós graduada em Administração de Empresas – MBA/INSPER. Co-cordenadora do grupo de estudos de Mediação empresarial privada GMEP-CBAR e Diretora da Câmara de Mediação da Associação Brasileira de Propriedade Intelectual – CMed-ABPI. Sócia do D’Accord – Instituto de Mediação e Gestão de Conflitos e do Bayer, Grosman e Levy Advocacia Colaborativa. Mediadora civil e comercial certificada por ADR Group (Londres), Instituto Familiae e pelo IMI (International Mediation Institute). Atua como mediadora das Varas Civeis do Forum de Santana/SP e integra o painel de mediadores das instituições de mediação: CPR – International Institute for Conflict Prevention & Resolution, CAE -Câmara de Mediação e Arbitragem das Eurocâmaras, CBMA – Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem e da Câmara de Mediação do SECOVI. Co-autora e co-organizadora do Livro Mediação no Judiciário: Teoria na Prática, Prática na Teoria, Editora Primavera – 2011.

Cristina Telles Assumpção

Fonoaudióloga graduada pela Escola Paulista de Medicina. Mestre em Distúrbios da Comunicação pela PUC-SP. Terapeuta familiar sistêmica e Mediadora de Conflitos formada pelo Instituto Familia e, com extensão em Justiça Restaurativa pela Escola Paulista da Magistratura. Integrante da Equipe de capacitação “Justiça em Círculo” do Mediativa – Instituto de Mediação Transformativa. Responsável pela implementação da Justiça Restaurativa através de Projetos junto à Secretarias de Educação, Secretaria de Reforma do Judiciário e Secretaria de Direitos Humanos. Atua como capacitadora de facilitadores de práticas restaurativas e como tal, realizou a adaptação de diversas metodologias restaurativas inéditas no Brasil – Círculos de Paz (Canadá), Conferência de Grupos Familiares (Nova Zelândia), Zwelethemba (África do Sul) e Práticas Restaurativas em escolas – Transfoming Conflict (UK).

Dominic Barter

Dominic Barter desenvolve tecnologias sociais de diálogo e parceria, com foco nos campos de educação, justiça, cultura e mudança social. Precursor dos Círculos Restaurativos no Brasil desde sua origem nos morros cariocas nos anos 90, desenvolveu a capacitação de dois dos três projetos pilotos em Justiça Restaurativa para o Secretaria da Reforma do Judiciário do Ministério de Justiça, o PNUD e as Secretarias de Educação de São Paulo e de Rio Grande do Sul. Orienta aplicações de práticas restaurativas em 27 países, mais recentemente para a cidade de Seattle, nos Estados Unidos, Varas de Família de Coreia do Sul e para o Ministério de Educação da França. Era orientador do programa de mediação nas UPPs, para o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, e depois pesquisador do andamento deste projeto junto ao Centro de Estudos de Segurança e Cidadania, da Universidade Candido Mendes. Dirigiu o programa Restauração de Diálogos para a Secretaria Estadual de Educação do Rio de Janeiro, implantando sistemas restaurativas e dinâmicas empáticas em escolas estaduais. Atualmente colabora no desenvolvimento de novas formas de escola fundamentada no convívio e na inteligência relacional, como parceiro de Arca Educação. Colega de longa data do Dr. Marshall Rosenberg, é atualmente presidente do conselho diretor do Centro internacional de Comunicação Não-Violenta, com sede nos Estados Unidos. Considerado referência de projetos e propostas pedagógicas de Comunicação Não-Violenta no Brasil e no exterior, tem especialidade no aprendizado em contextos comunitários. Como pai de uma carioca de 15 anos, é lembrado diariamente dos limites do seu entendimento de conflito e mediação.

Fernanda Levy

Fernanda Levy é mediadora privada, sócia-fundadora do Instituto D´accord de Mediação e Consultoria em gestão de conflitos. Possui formação em mediação pela “Maestría en Mediación y Negociación” do Institut Universitaire Kurt Bösch (Buenos Aires – Suíça) e é mediadora civil e comercial certificada por ADR Group (Londres). Desde 2002, atua como mediadora em diversos casos envolvendo questões familiares, sucessórias e em disputas comerciais e civis, especialmente em empresas familiares do setor de construção civil, têxtil e vestuário. Integra o painel de mediadores das principais instituições de mediação do país. Advogada sócia da Bayer, Grosman & Levy, um escritório de advocacia colaborativa em São Paulo, possui quase trinta anos de experiência em gestão de conflitos. Doutora e Mestre em Direito pela Universidade Católica de São Paulo- PUC/SP, Levy é autora dos livros “Guarda de filhos – os conflitos no exercício do poder familiar” (Atlas, 2008) e “Cláusulas escalonadas: A mediação comercial no contexto da arbitragem” (Saraiva, 2013) e de artigos sobre o tema. Levy leciona Direito Civil, Mediação e Arbitragem em várias universidades, com destaque para o curso de pós-graduação da PUC/SP. Ela é Secretária-geral do Conselho Nacional das Instituições de Mediação e Arbitragem- (CONIMA) desde 2009, Conselheira da Câmara de Mediação e Arbitragem do Instituto de Engenharia, integra o Comitê de Mediação Empresarial e de Assuntos Legislativos do Comitê Brasileiro de Arbitragem (Cbar) e o Comitê de Mediação da Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem da Ciesp/Fiesp.

 

 

Marcel Gottlieb

Marcel Gottlieb é engenheiro, formado pela PUC-RJ em 1979, MBA na FGV em 2001. Amante da música clássica dedica-se exclusivamente à formação de plateia para óperas e concertos nos últimos 17 anos. As suas atividades incluem cursos semanais de ópera e música clássica em geral, palestras em escolas e em cursos específicos (de psicologia, pintura, vinho) e palestras motivacionais em empresas.

Entre os lugares onde trabalha com regularidade, encontram-se: Casa do Saber, Clube Caiçaras, Joquei Clube, Venâncio Flores e outros. Possui um dos maiores acervos privados de música clássica no RJ com mais de quatro mil DVDs, LPs e CDs. Isto lhe permite comparar a mesma peça musical com diferentes maestros e cantores.

Possui forte relacionamento com maestros, músicos, cantores e diretores de teatro do RJ, tendo ministrado palestras em conjunto com vários deles tais como: Ricardo Rocha (maestro), Ricardo Prado (maestro), Eliana Caminada (bailarina), Marcelo Verzoni (pianista), Caique Botkai (compositor e diretor de teatro), Moacir Chaves (diretor de teatro), Andre Heller (produtor de óperas), Nelson Portela (barítono), Peter Gottlieb (barítono professor do Conservatório de Paris), Juliana Rodrigues (professora da UERJ), Rafael Fonseca (pesquisador) e Monica Waitzfelder (produtora de óperas).

Temas frequentemente apresentados nas palestras: História da Música, História da Ópera, Vida e Obra de Compositores que Marcaram a História da Música: Beethoven, Mozart, Mahler, Gershwin e outros.

Olivia Fürst

Advogada Colaborativa e Mediadora de Conflitos / Autora da prática vencedora do Prêmio Innovare 2013 na Categoria Advocacia com o texto “Práticas Colaborativas no Direito de Família” / Cofundadora e Diretora Executiva do Instituto Brasileiro de Práticas Colaborativas / Coordenadora do setor de Práticas Colaborativas do MEDIARE – Diálogos e Processos Decisórios / Presidente da Comissão Especial de Práticas Colaborativas da OAB-RJ / Associada a International Academy of Collaborative Professionals (IACP) / Mediadora associada ao escritório Faleck & Associados – negociação estratégica, mediação de conflitos e demais métodos alternativos de resolução de disputas / Foi mediadora e observadora do Programa de Indenização do Voo 447 (PI 447) – programa eletivo de negociação e mediação que proporcionou a indenização dos familiares das vítimas do acidente aéreo com o voo Air France 447 (2009-2011) / Mediadora do Núcleo de Mediação do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJERJ) / Associada ao Instituto Brasileiro de Direito de Família – IBDFAM / Membro da Comissão de Mediação de Conflitos da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rio de Janeiro (OAB/RJ) / Professora de Mediação em diferentes instituições (FGV, Mediare, Instituto Brasiliense de Direito Público dentre outras) / Autora de diversos artigos em publicações especializadas / Capacitada em Mediação de Conflitos pelo MEDIARE e pelo TJ/RJ (2009) / Experiência em escritórios de contencioso civil e de família / Graduada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), com ênfase em Relações Internacionais.

Rafael Alves de Almeida

Doutor em Políticas Públicas, Estratégias e Desenvolvimento, pelo Instituto de Economia da UFRJ. Coordenador Geral do FGV Law Program, da FGV DIREITO RIO. LL.M em International Business Law pela London School of Economics and Political Science – LSE. Mestre em Regulação e Concorrência pela UCAM. Formado pela Escola da Magistratura do Estado do Rio de Janeiro – EMERJ. Bacharel em Direito pela UFRJ e em Economia pela UCAM. Advogado. Coordenador do MBA Executivo em Gestão e Business Law – FGV Online. Membro do Conselho Diretor do MEDIARE – Diálogos e Processos Decisórios. Membro do Corpo Permanente de Conciliadores e Árbitros da Câmara FGV de Conciliação e Arbitragem. Membro da International Society for Ecological Economics. Membro da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica. Membro Efetivo da Comissão de Mediação da OAB-RJ. Presidente da LSE Brazilian Alumni Association.

 

Renata Fonkert

Psicóloga do Ministério da Saúde e consultório particular; especialista em terapia de família e casal; mediadora de conflitos familiares com formação e especialização em Mediação Familiar pela Fundación Interfas, Buenos Aires, e pelo Tribunal de Justiça do RJ; capacitada em Práticas Colaborativas no Direito de Família pelo IACP; capacitada em Práticas Colaborativas e Dialógicas pelo Interfaci, Houston Galveston Institute e Taos Institute; mediadora, docente e supervisora do MEDIARE; mediadora do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro; mediadora do Tribunal de Ética e da Comissão de Mediação da OAB/RJ; mediadora do Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem; artigo publicado: “A Mediação Familiar: Recurso Alternativo a Terapia Familiar na Resolução de Conflitos em Famílias com Adolescentes”, 1999, em Schnitmann, D.F. e Littlejohn, S., em Novos Paradigmas em Mediação, Editora Artes Médicas.

Samantha Pelajo

http://lattes.cnpq.br/4800744002765511

Mediadora. Advogada nas áreas de Direito de Família e Direito das Sucessões. Mestre em Mediação de Conflitos (Master Latino-americano Europeo en Mediación) pelo Institut Universitaire Kurt Bosch (Suíça) em convênio com a Universidad Católica de Salta (Argentina). Especialista em Direito Civil Constitucional pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Formada em Mediação de Conflitos pelo MEDIARE. Graduada pela PUC-Rio. Docente em Mediação de Conflitos na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Membro fundador do Grupo Interdisciplinar de Mediação de Conflitos (GIMEC) da PUC-Rio e membro da equipe organizadora do I Seminário Interdisciplinar de Mediação de Conflitos do Departamento de Direito da PUC-Rio. Membro fundador e atual Presidente da Comissão e Câmara de Mediação de Conflitos da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rio de Janeiro (OAB/RJ). Conselheira da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rio de Janeiro (OAB/RJ). Membro da Equipe Docente e membro do setor de Mediação Familiar do MEDIARE. Coautora do livro “Negociação, Mediação e Arbitram: curso básico para programas de graduação em Direito” (Gen / Método, 2012), Coautora do livro “Arbitragem e Mediação: temas controvertidos” (Gen / Forense, 2014) e Coautora do “Manual de Mediação de Conflitos para Advogados: escrito por advogados” (Ministério da Justiça, 2014). Membro integrante do projeto piloto em Mediação de Conflitos, desenvolvido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJERJ), por meio do Juizado Especial Criminal (JECrim) da Barra da Tijuca, em convênio com o MEDIARE. Membro integrante do projeto piloto em Mediação de Conflitos, desenvolvido pela Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (DPGERJ), por meio de seu Núcleo de Mediação de Conflitos (SEMPRE) do Leblon, em convênio com o MEDIARE.

Vania Curi Yazbek

Psicóloga (PUC-SP) com especialização em psicologia clínica pelo Conselho Regional de Psicologia/SP. Terapeuta familiar e mediadora especializada em Mediação Transformativa pela Fundación Interfas de Buenos Aires/Ar, com extensão em Justiça Restaurativa pela Escola Paulista da Magistratura. Integra a equipe Justiça em Círculo responsável pelos projetos de implementação de Justiça Restaurativa pelo MEDIATIVA – Instituto de Mediação Transformativa e pela adaptação de diversas metodologias restaurativas inéditas no Brasil – Círculos de Paz (Canadá), Conferência de Grupos Familiares (Nova Zelândia), Zwelethemba (África do Sul) e Práticas Restaurativas em escolas – Transfoming Conflict (UK). Licenciada como capacitadora de Práticas Restaurativas pelos International Institute for Restorative Practices (IIRP) e Instituto Latino Americano de Prácticas Restaurativas (ILAPR). Formada pelo Diplomado Internacional em Prácticas Dialógicas certificado pelo Taos Institute (USA), Fundación Interfas (Argentina) em conjunto com a Universidad Adolfo Ibáñez – UAI (Chile), e pelo Transfoming Conflict (UK). Diversas publicações (artigos em revistas da área e capítulos em livros) sobre Mediação Transformativa e Justiça Restaurativa.

Vânia Izzo de Abreu

Psicóloga com especialização em psicologia clínica e psicologia jurídica pelo Conselho Regional de Psicologia/RJ. Terapeuta de Família e Casal e Terapeuta Comunitária. Mediadora, integra o Corpo de Mediadores do MEDIARE, sua equipe docente e de supervisores em mediação de conflitos e a Coordenação do Setor de Mediação Comunitária. Integra, ainda, o Projeto Piloto em Mediação de Conflitos, desenvolvido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJERJ), através dos Juizados Especiais Criminais (III, IV e IX), das Varas de Família da Barra da Tijuca e da Capital. Foi Facilitadora do Grupo Temático de ONG’s do processo de Construção de Consenso da pesquisa sobre Resolução Alternativa de Disputas no Brasil, coordenada pela Escola de Direito da Universidade Saint Thomas – MN. Participou do Curso de Formação de Multiplicadores em Mediação e Arbitragem, Programa CACB/BID/SEBRAE. Pós-Graduada com especialização na Prevenção da Violência Doméstica contra Crianças e Adolescentes pela Universidade de São Paulo. Elaborou e implementou projetos na Associação Brasileira Multiprofissional de Proteção à Infância e Adolescência – ABRAPIA, onde coordenou o Programa “Sistema Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto – Juvenil” em parceria com o Ministério da Justiça, hoje, “Disque Direitos Humanos – Disque 100”, Política Pública Nacional na Área dos Direitos Humanos da Criança e do Adolescente. Integra o Conselho Executivo do Instituto de Pesquisas Sistêmicas e Desenvolvimento de Redes Sociais – Instituto Noos que se dedica à promoção da saúde das relações familiares e comunitárias e onde coordena o Serviço 123Alô! – A voz da criança e do adolescente, versão childline brasileira.

 

II. PRÁTICA DE SITUAÇÕES REAIS COM SUPERVISÃO AO VIVO

É entendimento mundial que a prática de situações reais com supervisão ao vivo deva integrar os programas de capacitação de mediadores. O MEDIARE segue essa premissa e oferece, em modo contínuo, equipes de prática supervisionada.

A entrada neste segmento da capacitação somente pode se dar após a finalização do curso teórico, mas não necessariamente na sua sequência.

Os convênios com instituições públicas e órgãos não governamentais viabilizam a prática supervisionada dos alunos em capacitação, que ocorre com supervisão presencial. Cada supervisor trabalha um grupo limitado de alunos e lhes oferece atenção individualizada.

O MEDIARE não condiciona a certificação como mediador ao cumprimento exclusivo da carga horária na prática supervisionada (100h), mas, especialmente, ao aprimoramento e aquisição de competências, expressas em uma planilha distribuída para os alunos e avaliada por supervisor e supervisionando ao final do atendimento de cada caso.

De ocorrência quinzenal e com duração aproximada de um ano e meio a dois anos – 6h/mês (três horas para cada atendimento) – a prática supervisionada congrega norteadores próprios de ocorrência, compartilhados com cada profissional aluno antes de sua inscrição, com vistas a viabilizar adesão às premissas propostas.

Objetivos

  • Aprimorar e adquirir habilidades para atuar como mediador ou como terceiro imparcial na facilitação de diálogos.
  • Identificar um estilo pessoal de atuação e aprimorá-lo.
  • Vivenciar, no espaço protegido da supervisão, as etapas do processo de Mediação, seus procedimentos e impasses.
  • Aprimorar habilidades para atuação em dupla (interdisciplinar) e em equipe.
  • Articular uma base teórica pertinente a cada tipo de caso atendido.
  • Promover estudo de casos e identificar a possibilidade de generalização do aprendizado.
  • Capacitar-se como mediador de conflitos.

Tania Almeida – Diretora do MEDIARE

http://lattes.cnpq.br/2031266502707890

Docente, Consultora e Pesquisadora em Mediação de Conflitos e em Facilitação de Diálogos. Fundadora do Sistema MEDIARE – MEDIARE Diálogos e Processos Decisórios, MEDIARE Cursos Técnicos e Gerenciais e Instituto MEDIARE. Médica. Mestre em Mediação de Conflitos. Pós Graduada em Neuropsiquiatria, Sociologia e Gestão Empresarial. Especialização em Terapia de Família e Psicanálise infanto-juvenil. Em mediação, fez cursos de extensão nas seguintes áreas: Teoria e Ferramentas do Havard Negotiation Project; Empresas e Família; Escolas, Comunidades e Saúde; Comércio Internacional e Propriedade Intelectual; Dispute Boards e Práticas Restaurativas; Construção de Consenso e Socioambiental; Práticas Colaborativas e Mediação Transformativa. Short Term Consultant da equipe de Mediação do Internal Just System do Banco Mundial – Latin American Pilot Program. Docente e Co-Organizadora do Curso de Mediação e Resolução Pacífica de Conflitos em Segurança Cidadã – Projeto Piloto RJ coordenado pelo PNUD – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e SENASP – Secretaria Nacional de Segurança Pública. Facilitadora nacional do processo de Construção de Consenso da pesquisa sobre Resolução Alternativa de Disputas no Brasil, coordenada pela Escola de Direito da Universidade Saint Thomas – MN. Coordenadora da equipe MEDIARE no Projeto Piloto em Mediação de Conflitos desenvolvido pela Defensoria Pública do Rio de Janeiro e pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJERJ) – Juizado Especial Criminal (JECrim) e I e II Varas de Família da Barra da Tijuca. Bolsista do ICAR-OEA (Institut for Conflict Analisys and Resolution – Organizations of American States) para estudos e análise de resolução de conflitos na América Latina. Coordenadora dos Programas de Docência e Supervisão do MEDIARE. No CONIMA – Conselho Nacional das Instituições de Mediação e Arbitragem – participou da Comissão Redatora do Código de Ética e do Regulamento – Modelo para a prática da Mediação (1997). Membro da Comissão Redatora do Código de Ética do FONAME – Fórum Nacional de Mediação. Integrante da Comissão de Mediação da OAB-RJ. Participação em Congressos internacionais e nacionais, na qualidade de palestrante, com apresentação de trabalhos. Autora de artigos publicados em livros nacionais e estrangeiros, periódicos e sites. Autora do Livro “Caixa de Ferramentas em Mediação: aportes práticos e teóricos”. Participante do Painel de Mediadores da CAM-CCBC, FIESP, CAMARB e CBMA.

Eva Jonathan

Psicóloga. Licenciada em Psicologia. Mestre em Psicologia Social (PUC-Rio). Realizou estudos de Doutorado na University of Kent at Caterbury. Capacitada e certificada em mediação de conflitos pelo MEDIARE e pela ENAM/UnB. Fez curso de extensão em Práticas Colaborativas no Direito de Família. Mediadora e Supervisora do MEDIARE, exerce a função de coordenadora adjunta em seu Setor de Mediação Comunitária; Mediadora Sênior do TJ/RJ e da OAB/RJ, Cofundadora e Mediadora do Grupo Interdisciplinar de Mediação de Conflitos da PUC-Rio. Como mediadora, atua principalmente com famílias, vizinhança e comunidades. Teve vasta experiência como pesquisadora (empreendedorismo e mediação de conflitos) e docente do Departamento de Psicologia da PUC-Rio Exerce atualmente a docência no Curso de Pós-Graduação (latu sensu) – Especialização em Psicologia Jurídica (PUC-Rio). Como convidada, leciona sobre o tema da mediação de conflitos em diversos cursos. Publicações: Reinventando minha história: adolescência em instituição de acolhimento. In: FERES-CARNEIRO, Terezinha (Org.), Família e casal: parentalidade e filiação em diferentes contextos. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio; Prospectiva, 2015, p. 205-220. (Coautora Lidia Levy); Mediação em comunidade carioca: uma parceria MEDIARE e Núcleo de Mediação Comunitária do Vidigal. Fórum Internacional Global Mediation Rio, Rio de Janeiro, 24-28 de novembro de 2014. (Coautoras Tania Almeida e Vania Izzo).; Mulheres empreendedoras: o desafio da escolha do empreendedorismo e o exercício do poder. Psicologia Clínica, vol. 23, n.1, 2011, p. 65-85.; Mal-estar contemporâneo e conflitos entre vizinhos. Revista Mal-estar e Subjetividade, Universidade de Fortaleza. Vol. XI, no 3, p. 1109-1126, set/2011(Coautores Lídia Levy, Luis Gustavo Grandinetti Castanho de Carvalho e Humberto Dalla Bernardina de Pinho).; Minha família é legal? A família no imaginário infantil. Revista Estudos de Psicologia, Campinas, vol. 27, n. 1, p. 49-56, jan./mar. 2010 (Coautora Lidia Levy).; Empreendedorismo feminino: tecendo a trama de demandas conflitantes.; Psicologia & Sociedade, v. 19, n. 1, p. 77-84, jan./abr. 2007. (seis últimas). Fluente em inglês, fala alemão.

Maria do Céu L. Battaglia

http://lattes.cnpq.br/8959678727288976

Mestrado em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – 2002. Terapia de Família Sistêmica pelo Instituto de Terapia de Família – 1998. Psicoterapia na Abordagem Centrada na Pessoa – CPP – 1987. Graduação em Psicologia pela Universidade Santa Úrsula – 1978. Certificação da primeira turma de mediadores do TJ – 2012. Formação MEDIARE em Mediação – 2000. Formação em Supervisão de Psicoterapia – Centro de Psicologia da Pessoa (CPP) –1989. Facilitação de Grupos – CPP- 1989. Supervisora MEDIARE. Mediação Defensoria Pública do Leblon. Mediação JECrim e Vara de Família do TJRJ Barra da Tijuca. Mediação Privada. Perita Assistente Técnica em Processos de Vara de Família. Professora convidada do Espaço Viver, SC e ARETÉ Instituto Brasileiro de Psicologia Centrada na Pessoa, ES. Psicoterapeuta Individual, Família e Casal. Publicações: Figueiredo, M. R. S. et al. Considerações prático-teóricas da atuação dos assessores jurídicos na mediação. In: Mediação no Novo Coddigo de Processo Civil, Rio de Janeiro, GEN Forense,2015; Battaglia, M. C. L. O que é família? Quem decide? In: Ladvocat, C., Diuana S. (Org). Guia de Adoção: no jurídico, no social, no psicológico e na família, São Paulo: Roca, 2014; Battaglia, M. C. L. Abordagem Centrada na Pessoa. In: Ladvocat C. (Org). Psicologia: Campo de Atuação, Teoria e Prática. Rio de Janeiro, Booklink, 2010; Battaglia, M. C. L. Carl Rogers e a Mediação de Conflitos. A Psicologia Humanista na Prática. Santa Catarina, Unisul, 2009; Battaglia, M. C. L. Roda de Conversa sobre Mediação de Conflitos. SAP/IPUSP. Serviço de Aconselhamento Psicológico 40 Anos de História. São Paulo, 2009; Battaglia, M. C. L. Roda de Conversa sobre Síndrome de Alienação Parental. SAP/IPUSP. Serviço de Aconselhamento Psicológico 40 Anos de História. São Paulo, 2009; Battaglia, M. C. L. Cartilha Passo a Passo na Mediação de Conflitos. Série Convivência Comunitária. NECVU, Rio de Janeiro, Booklink Publicações Ltda., 2007; Battaglia, M. C. L (2006). Mediação Escolar: Uma metodologia de aprendizado em administração de conflito. Disponível em http://www.encontroacp.psc.br/; http://www.psicopedagogia.com.br/artigos/artigo.asp?entrID=550. Acesso em 28 jan. 2016; Battaglia, M. C. L. Mediação de Casal e Família: uma intervenção em momentos de crise. IX Foro Internacional del Enfoque Centrado em la Persona, Argentina, Ed. Suarez, ISBN 987-9494-47-4, 2004.

Olivia Fürst

Advogada Colaborativa e Mediadora de Conflitos / Autora da prática vencedora do Prêmio Innovare 2013 na Categoria Advocacia com o texto “Práticas Colaborativas no Direito de Família” / Cofundadora e Diretora Executiva do Instituto Brasileiro de Práticas Colaborativas / Coordenadora do setor de Práticas Colaborativas do MEDIARE – Diálogos e Processos Decisórios / Presidente da Comissão Especial de Práticas Colaborativas da OAB-RJ / Associada a International Academy of Collaborative Professionals (IACP) / Mediadora associada ao escritório Faleck & Associados – negociação estratégica, mediação de conflitos e demais métodos alternativos de resolução de disputas / Foi mediadora e observadora do Programa de Indenização do Voo 447 (PI 447) – programa eletivo de negociação e mediação que proporcionou a indenização dos familiares das vítimas do acidente aéreo com o voo Air France 447 (2009-2011) / Mediadora do Núcleo de Mediação do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJERJ) / Associada ao Instituto Brasileiro de Direito de Família – IBDFAM / Membro da Comissão de Mediação de Conflitos da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rio de Janeiro (OAB/RJ) / Professora de Mediação em diferentes instituições (FGV, Mediare, Instituto Brasiliense de Direito Público dentre outras) / Autora de diversos artigos em publicações especializadas / Capacitada em Mediação de Conflitos pelo MEDIARE e pelo TJ/RJ (2009) / Experiência em escritórios de contencioso civil e de família / Graduada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio), com ênfase em Relações Internacionais.

Renata Fonkert

Psicóloga do Ministério da Saúde e consultório particular; especialista em terapia de família e casal; mediadora de conflitos familiares com formação e especialização em Mediação Familiar pela Fundación Interfas, Buenos Aires, e pelo Tribunal de Justiça do RJ; capacitada em Práticas Colaborativas no Direito de Família pelo IACP; capacitada em Práticas Colaborativas e Dialógicas pelo Interfaci, Houston Galveston Institute e Taos Institute; mediadora, docente e supervisora do MEDIARE; mediadora do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro; mediadora do Tribunal de Ética e da Comissão de Mediação da OAB/RJ; mediadora do Centro Brasileiro de Mediação e Arbitragem; artigo publicado: “A Mediação Familiar: Recurso Alternativo a Terapia Familiar na Resolução de Conflitos em Famílias com Adolescentes”, 1999, em Schnitmann, D.F. e Littlejohn, S., em Novos Paradigmas em Mediação, Editora Artes Médicas.

Samantha Pelajo

http://lattes.cnpq.br/4800744002765511

Mediadora. Advogada nas áreas de Direito de Família e Direito das Sucessões. Mestre em Mediação de Conflitos (Master Latino-americano Europeo en Mediación) pelo Institut Universitaire Kurt Bosch (Suíça) em convênio com a Universidad Católica de Salta (Argentina). Especialista em Direito Civil Constitucional pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Formada em Mediação de Conflitos pelo MEDIARE. Graduada pela PUC-Rio. Docente em Mediação de Conflitos na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Membro fundador do Grupo Interdisciplinar de Mediação de Conflitos (GIMEC) da PUC-Rio e membro da equipe organizadora do I Seminário Interdisciplinar de Mediação de Conflitos do Departamento de Direito da PUC-Rio. Membro fundador e atual Presidente da Comissão e Câmara de Mediação de Conflitos da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rio de Janeiro (OAB/RJ). Conselheira da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Rio de Janeiro (OAB/RJ). Membro da Equipe Docente e membro do setor de Mediação Familiar do MEDIARE. Coautora do livro “Negociação, Mediação e Arbitram: curso básico para programas de graduação em Direito” (Gen / Método, 2012), Coautora do livro “Arbitragem e Mediação: temas controvertidos” (Gen / Forense, 2014) e Coautora do “Manual de Mediação de Conflitos para Advogados: escrito por advogados” (Ministério da Justiça, 2014). Membro integrante do projeto piloto em Mediação de Conflitos, desenvolvido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJERJ), por meio do Juizado Especial Criminal (JECrim) da Barra da Tijuca, em convênio com o MEDIARE. Membro integrante do projeto piloto em Mediação de Conflitos, desenvolvido pela Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (DPGERJ), por meio de seu Núcleo de Mediação de Conflitos (SEMPRE) do Leblon, em convênio com o MEDIARE.

Vânia Izzo de Abreu

Psicóloga com especialização em psicologia clínica e psicologia jurídica pelo Conselho Regional de Psicologia/RJ. Terapeuta de Família e Casal e Terapeuta Comunitária. Mediadora, integra o Corpo de Mediadores do MEDIARE, sua equipe docente e de supervisores em mediação de conflitos e a Coordenação do Setor de Mediação Comunitária. Integra, ainda, o Projeto Piloto em Mediação de Conflitos, desenvolvido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJERJ), através dos Juizados Especiais Criminais (III, IV e IX), das Varas de Família da Barra da Tijuca e da Capital. Foi Facilitadora do Grupo Temático de ONG’s do processo de Construção de Consenso da pesquisa sobre Resolução Alternativa de Disputas no Brasil, coordenada pela Escola de Direito da Universidade Saint Thomas – MN. Participou do Curso de Formação de Multiplicadores em Mediação e Arbitragem, Programa CACB/BID/SEBRAE. Pós-Graduada com especialização na Prevenção da Violência Doméstica contra Crianças e Adolescentes pela Universidade de São Paulo. Elaborou e implementou projetos na Associação Brasileira Multiprofissional de Proteção à Infância e Adolescência – ABRAPIA, onde coordenou o Programa “Sistema Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Infanto – Juvenil” em parceria com o Ministério da Justiça, hoje, “Disque Direitos Humanos – Disque 100”, Política Pública Nacional na Área dos Direitos Humanos da Criança e do Adolescente. Integra o Conselho Executivo do Instituto de Pesquisas Sistêmicas e Desenvolvimento de Redes Sociais – Instituto Noos que se dedica à promoção da saúde das relações familiares e comunitárias e onde coordena o Serviço 123Alô! – A voz da criança e do adolescente, versão childline brasileira.

Parceiros: